Através dos seus escritórios na América Latina , esta encetou esforços para mobilizar Instituições de Educação Brasileiras a colaborarem na formação de futuros académicos de Angola. Deste modo, foram criados protocolos de cooperação com o intuito de conceder bolsas de estudos a estudantes angolanos e outras parcerias no sector da educação incluindo pesquisas, eventos científicos, publicações, promoção da cultura africana no Brasil e inputs diversos para a criação da Universidade Nova de Angola (UNANG). Ao fim de 10 anos, já tinham sido formados mais de 120 técnicos superiores, em diversas áreas.

 

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates