noticia3

 

Saúde materno-infantil no Hospital “Mãe Jacinta Paulino”

Os munícipes de Viana contam desde o dia 28 de Agosto de 2010 com um hospital especializado em saúde materna e infantil. Construído e doado ao Governo Provincial de Luanda pela Fesa, o Hospital foi baptizado com o nome “Mãe Jacinta Paulino”, em homenagem à progenitora de um dos mais ilustres filhos de Angola, o Engenheiro José Eduardo dos Santos.

E coube precisamente ao Presidente José Eduardo dos Santos o corte de fita, que marcou o início formal da actividade dessa unidade sanitária de referência, mas também o fim do drama de mais de dois milhões de famílias que precisavam de se deslocar ao centro da cidade, enfrentando o trânsito e outras dificuldades, para ter atendimento em áreas de especialidade.

Primeiro do género no município de Viana, com 34 camas e duas marquesas, O Hospital Materno-Infantil “Mãe Jacinta Paulino” fica bem no coração do Projecto Morar e foi devidamente mobilado e equipado. Além de serviços de saúde materna e infantil, o hospital também inclui clínica geral.

A FESA gastou em infraestruturas, equipamentos e uma ambulância cerca de 2,2 milhões dólares. A perspectiva dos dinamizadores do projecto foi transformar a unidade num hospital de referência no atendimento e reconhecido na humanização, postura e cuidados médicos e de enfermagem a nível de Luanda.

O hospital tem como missão prestar atendimento médico-cirúrgico e de enfermagem de média complexidade, através de equipas multidisciplinares qualificadas, com tecnologia e logística actualizada, contribuindo para a redução da taxa de morbilidade e mortalidade materna, infantil e geral em Luanda. Um corpo clínico composto por 64 funcionários, entre os quais quatro médicos, garante o funcionamento da unidade. Equipado com meios modernos, a instituição de saúde possui uma maternidade, laboratório, sala de raios X, pediatria, ginecologia e enfermagem.

Para segunda fase, estava previsto a criação do bloco operatório, área de oftalmologia, morgue e outros serviços adequados ao padrão epidemiológico do município. No contrato de doação assinado entre a FESA e o Governo Provincial, em cerimónia testemunhada pelo Presidente José Eduardo dos Santos, ficou estabelecido que o hospital deve ser utilizado exclusivamente em benefício colectivo dos angolanos, não podendo ser alienada a sua propriedade a favor de pessoas individuais nem as suas instalações utilizadas para fins de interesse privado, sob pena de ser revogada a doação.

A cerimónia foi igualmente testemunhada pelo Vice-Presidente da República, Fernando da Piedade Dias dos Santos, ministros de Estado e pela primeira-dama, Ana Paula dos Santos.

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates