Ensino Especial

educacaoEspecial

A educação especial tem conhecido um desenvolvimento significativo em Angola nos últimos anos, pelo que é de encorajar o incremento de acções neste domínio e criação de oportunidades para a formação e qualificação de especialistas em educação especial.

Neste contexto, a FESA desempenhou um papel fundamental na reabilitação social de jovens portadores de deficiência visual, cidadãos angolanos vítimas da guerra civil, estabelecendo convénios com instituições especializadas em questões de deficiência visual como ACIC – Associação Catarinese para Integração do Cego e IPC – Instituto Paranaense do Cego.

A FESA, em parceria com a Fundação Lwini e o Instituto Nacional da Criança, proporcionou tratamento médico e formação em regime de bolsa de estudo no instituto para Integração de Cegos de Santa Catarina em Paraná no Brasil aos 18 jovens angolanos deficientes visuais, alguns dos quais estão licenciados.

O principal objectivo foi realizar tratamentos médicos, bem como, proporcionar a aprendizagem de brail. Os resultados encorajadores conduziram há uma segunda etapa onde os portadores de mobilidade visual reduzida tiveram acesso ao Ensino Médio. A sua adaptação cultural e social no Brasil levou ao INAB responsabilizar-se pela frequência em estabelecimentos de ensino superior.

A experiência com o ensino especial gerou resultados positivos, 18 angolanos vivem e estudam em instituições no Brasil há mais de dez anos.

BIGtheme.net Joomla 3.3 Templates